Estudo bíblico Bíblia online Estudo bíblico Procura-se Alvo Jovem Alvo Missionário Fatos e fotos Curiosidades Testemunhos Pedidos de oração Mensagens de fé Alvo Musical 24h No Alvo da Verdade No Alvo da Verdade Alvo

Clique para baixar

O “SETE” NÃO É SOMENTE UM NÚMERO É UMA PROMESSA. 

O “Sete” não é somente um número, é uma promessa.

Texto base.

Josué 6: 1 a 17.

“… Saiba que entreguei a Jericó nas tuas mãos, seu rei, e seus homens de guerra”. Josué 06: 2b

Eu me deparei com um dilema na Bíblia. Por que o número “sete” tinha tanta importância dentro contexto bíblico? Por que ele era um número expressivo e por tantas vezes citado? E por que ele estava sempre ligado tão diretamente a Deus?

O texto que me fez debruçar sobre a Bíblia e lê-lo por muitas vezes consecutivas e insistir com o Senhor por uma resposta, foi o texto acima usado como texto base para este estudo, que se encontra em Josué 06: de 1 a 17. Nesse texto aparece o seguinte:

Por que sete sacerdotes?

Sete trombetas de chifres de carneiros?

Rodear a cidade por sete vezes?

Por sete dias?

Vamos entender o sentido, a tradução, mais próxima desse número ou até mesmo da palavra “sete“, em sua raiz, o Hebraico.

…Estar cheio, satisfeito, completo, ter o suficiente de.

E outro diz:

…Jurar, fazer um juramento, prometer.

É impressionante! Fantástico! Quando eu li estas implicações relacionadas ao sentido do número ou nome “sete“, abriu-se então em minha mente uma visão totalmente espantosa, é como se eu estivesse em um site de busca e clicado no “enter”, e aparecendo diante dos meus olhos todas às respostas às minhas perguntas com apenas um click.

Quando Noé desceu da arca, em um bate papo, Deus restabelece à Sua aliança e fez uma promessa a Noé. Ele diz:

“… Este é o sinal da aliança que estou fazendo entre mim e vocês e todos os seres vivos que estão com vocês, para todas as gerações. Será um sinal da minha aliança na terra. Quando eu trouxer nuvens sobre a terra e nela aparecer o arco-íres, lembrareis então da minha aliança que fiz”.

[Gênesis 9: 12 a 14]

Existem precisamente “sete” cores no espectro que forma a luz. Quando o arco-íres foi colocado no céu como símbolo da aliança de Deus com o homem, na verdade o que Deus fez foi muito mais que uma aliança, Ele fez um juramento. Isso não é tremendo!

Outra situação impactante. Depois da queda do homem, nasceram Caim e Abel, e Deus escolheu ao sacrifício de Abel ao de Caim. Houve então, o primeiro assassinato da história. Deus prometeu em Gêneses 3: 15 [... a descendência da mulher esmagará a serpente...], e substituiu Abel por “SETE“. Esta promessa cumpriu-se em Jesus Cristo através dos descendentes de “Sete”. Deus fez um juramento ao homem que através de “Sete” viria àquele que seria o redentor de toda a humanidade. É tremendo demais! Todas as circunstâncias criadas e desenvolvidas por Deus, apontam para o nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Não podemos restringir o poder criativo de Deus com base no entendimento humano. Deus não esta condicionado ao tempo e ao espaço que conhecemos. O relógio de Deus não tem vinte e quatro horas, e nem esta separado por dias e noites, por isso a Bíblia precisa ser entendida de modo espiritual e não somente através da letra. A letra é a visão embaçada da realidade que Deus quer nos mostrar, e o Espírito de Deus é o “produto” enviado pelo próprio Deus para tornar visível aquilo que Ele quer nos mostrar através da letra.

Em Josué capítulo 6: 2 e 5 está escrito. “… Então o Senhor disse a Josué: Saiba que entreguei em suas mãos a Jericó, seu rei e seus homens de guerra. Marchem uma vez ao redor da cidade com todos os homens armados. Faça isso por seis dias. Sete sacerdotes levarão uma trombeta de chifre de carneiro à frente da arca. No sétimo dia, marchem todos, sete vezes ao redor da cidade, e os sacerdotes toquem as trombetas…”

Bem sabemos que o Velho Testamento é a sombra do Novo, e isso se confirma a cada versículo dos evangelhos, cartas paulinas, não paulinas e o apocalipse de João. Fica parecendo que Deus escreveu a historia de frente para trás. Uma vez que a sombra é um fenômeno que acontece justamente por que algo de concreto já existe. O livro escrito aos Hebreus é o livro que mais figura essa questão.

Vamos aos fatos.

“… sete sacerdotes” – Ao dizer estas palavras a Josué [vale lembrar que o nome de Josué era Oséias - do hebraico – salvação. Números 13: 16. Moisés então trocou o nome de Oséias para Josué – Jeová é salvação – do grego – Jesus], Deus estava dando as seguintes palavras:

“… Eu, o Senhor juro pelo meu nome que não faltará um sacerdote”. “… mas Este (Jesus), por que permanece eternamente, tem um sacerdócio perpétuo”. Hebreus 7: 24.

Isso é tremendo! A promessa de Deus descrita em Gênesis 3: 15, começa então, a tomar forma e um curso na história, história que o Senhor da história começou a escrever para a redenção do homem. Quando Deus deu o comando para Josué destruir a Cidade de Jericó, Deus fez um “juramento” que duraria para sempre. Não eram apenas as muralhas que estavam ruindo, estavam caindo por terra, todo e qualquer plano que o Diabo pudesse a vir arquitetar pelos séculos vindouros.

“… com sete buzinas” – A trombeta aqui mencionada é o Shoffar. Muito usado pelo povo de Israel desde a sua antiguidade. Ele era usado nas festas, nos sacrifícios, nas guerras, nas diversas cerimônias religiosas. Existem sete toques usados no Shoffar [trombeta de chifre de carneiro], todos eles com um significado específico. O som emitido pela trombeta de chifre nos remete à adoração genuína de um coração sincero e que agrada a Deus.

Eu posso imaginar todo aquele pessoal, cerca de quase três milhões de pessoas dando voltas na cidade de Jericó debaixo de um sol escaldante do deserto, sem duvidar, crendo que de uma hora para a outra o milagre de Deus iria acontecer, a promessa de Deus iria se manifestar e as muralhas viriam ao chão. As trombetas tinham de soar, o povo tinha de gritar. Tinha de ter adoração! Em meio às dificuldades da vida, das situações adversas, a adoração é o bálsamo quente e fresco que dá calor a vida e a gota de mel que a adoça.

O som, as notas musicais, que também são sete, nos remete a uma dimensão celestial, pois cabe lembrar que a música é a única ciência que veio do céu para o homem usar como forma de adoração e para o céu voltará, pois a música já existia antes mesmo do homem existir. Algo tão completo como a música só poderia mesmo ter vindo céu. Dentro do projeto de Deus para a tomada de Jericó, não esta descrito apenas uma cartilha de um ritual a ser seguido, mais sim todo um plano bem arquitetado de forma que os Israelitas tivessem total compreensão do que o Senhor queria realizar através dos “sete sacerdotes“, “sete buzinas“, “sétimo dia“, “rodear a cidade sete vezes“, com tudo isso, o Senhor estava mostrando a aquele povo que Ele estava jurando a queda de Jericó, e que eles já poderiam ver a muralha como destruída pela palavra dada por Deus. Há tantos significados apenas nesses textos, imaginemos o que está oculto em todos os textos que compõe o canôn Bíblico.

O número “sete” ou nome “Sete” dentro da Bíblia é como coordenadas de um grande mapa que nos mostra o cominho para o maior tesouro que o universo já conheceu. Cristo.

Todo o corpo humano renova-se totalmente a nível celular a cada sete anos. Ao final de cada SETE anos, cada célula individual de nossa carne, órgãos e ossos será substituída por uma nova, que será manufaturada com um programa genético extremamente complexo no nosso DNA.

Nossa pressão sanguínea diminui sensivelmente a cada SETE dias, durante toda nossa vida.

Há uma linha numérica em toda Bíblia, de Gênesis ao Apocalípse, que leva em direção a Cristo

As provas da existência de Deus são tão reais que não deixam nenhuma sombra de dúvidas a despeito de Sua natureza Santa e Única.

Coma a Bíblia. Ela é palavra viva de Deus.

Outros texto acerca no número “Sete” [7].

Gn 4: 24

Gn 41: 26 e 28

Lv 8: 36

Dt 28:7

I Cr15: 26

II Cr 29: 21

Ez 45: 23

Is 30: 26

Ap 1: 20

Ap 5: 6

E muitos outros…

Sete mergulhos de Naamã.

Perdoar setenta vezes sete.

…O teus inimigos fugirão por sete caminhos…

Sete são as igrejas.

Sete são os números das lâmpadas na Menorá.

Sete são as espigas e as vacas…

Sete sãos dias da semana.

Sete são as notas músicais.

Sete são as cores primárias.

Pense nisso.

Pr. Marcos Couto